OMS reafirma benefícios de transgênicos para saúde e desenvolvimento

“O desenvolvimento de alimentos geneticamente modificados (GM) pode contribuir direta e indiretamente para o melhoramento da saúde humana e para o desenvolvimento”. A afirmação consta do Relatório sobre Biotecnologia Moderna de Alimentos, Saúde e Desenvolvimento da OMS (Organização Mundial de Saúde), anunciado em maio do ano passado, e reiterado nesta semana, em Curitiba-PR, durante reunião da MOP3, Reunião das Partes do Protocolo de Biossegurança de Cartagena.
Leila Oda, presidente da ANBio – Associação Brasileira de Biossegurança, considera importante divulgar a reafirmação do documento da OMS, “num momento em que o debate na Reunião das Partes da Protocolo de Biossegurança de Cartagena parece alongar-se na questão do ‘Contém’ ou do ‘Pode Conter’, como se isto significasse que o alimento é seguro ou não, é preciso deixar claro que “a segurança do alimento transgênico é determinada antes da identificação para a comercialização entre os países. O OGM só será comercializado se for aprovado pelos órgãos técnicos governamentais”, acrescenta Leila Oda.
A conclusão da OMS, reiterada durante a MOP3, em Curitiba, baseia-se em estudo que inclui uma descrição de dados relevantes e evidências sobre alimentos Geneticamente Modificados (GM) relacionados a várias áreas de interesse. As áreas são: o uso atual e futuro de alimentos GM, considerações sobre o risco à saúde humana e ao meio ambiente para alimentos GM, a necessidade de capacitação em países em desenvolvimento, o tema sobre segurança de alimentos e preocupações ético-sociais relacionadas a alimentos GM. O relatório encontra-se disponível no site (http://www.who.int/foodsafety/biotech/who_study/en/index.html).
Esse relatório e o estudo que o acompanha foram comissionados pela OMS para estabelecer uma base de conhecimento para avaliar, de maneira mais abrangente, a aplicação da biotecnologia moderna na produção de alimentos. O estudo não procura tratar de todos os assuntos e evidências em detalhes, mas sim contextualizar o impacto geral desta tecnologia na saúde humana e desenvolvimento. As evidências foram coletadas e analisadas pela OMS com a ajuda de um grupo de apoio externo de especialistas. Dados para o estudo foram coletados através de uma metodologia tradicional, bem como através de um questionário em aberto e um processo de discussões eletrônico na Internet. Os resultados preliminares foram discutidos em uma reunião com as partes interessadas que aconteceu em 2003, informando outras pesquisas de dados e revisões.
A OMS já publicou uma série de relatórios sobre Alimentos GM, todos com enfoque sobre a segurança da saúde humana e avaliação de risco de alimentos GM. A linha mais recente destes relatórios vai de 2000 a 2004, e inclui relatórios sobre Plantas GM, Animais GM, Microorganismos GM e o tema sobre testes de Alergenicidade (http://www.who.int/foodsafety/biotech/consult/en/index.html). Esses relatórios foram desenvolvidos para uso dos Estados Membros e também como fonte para a Força Tarefa Codex para Alimentos derivados de Biotecnologia 2000-2003 (http://www.who.int/foodsafety/biotech/codex_taskforce/en/index.html). Baseado nesse trabalho, um conjunto de Diretrizes e Princípios para a Análise de Riscos para a avaliação de segurança foi desenvolvido e aprovado por todos os Estados Membros na Comissão Codex Alimentarius (http://www.codexalimentarius.net/download/standards/10007/CXG_044e.pdf).




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Tenho que defender um trabalho sobre os benefícios dos transgênicos dia 10/06/2008, gostaria de informações voltadas diretamente para este tema para eu poder debater com o resto da turma e convence-los de que os transgênicos são benéficos a saúde humana.

tenho q defender um artigo cientifico sobre os beneficios dos transgêncios dia 22/07/2008, se possível, gostaria que voces me mandassem informações que possam me auxiliar na defesa.
Desde já agradeço…
Atenciosamente

Jaqueline

Comente este artigo

(obrigatório)

(obrigatório)